sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Karate tem a ver com cultura samurai?


Qual a ligação do karate com a cultura samurai?

Gostaria que antes de você, karateka, procurar tirar conclusões precipitadas com relação à cultura japonesa e a questões históricas do karate, procure estudar e entender a história do Japão e do karate. Uma coisa que também quero que entendam é que se criou ao longo dos anos todo um mito em volta da imagem do samurai, tem muita coisa que o pessoal exagera, digo que há uma imagem romântica criada por uns e outros bitolados.

Alguns associam o karate a cultura Samurai, porem as artes-marcias que geralmente a classe samurai praticava eram a esgrima, a montaria, o arco e flecha e a luta corpo a corpo (o Ju-jutsu). O karate (To-de) era uma prática que ficava restrita a Okinawa. Agora se o karate era praticado ou não pela classe samurai de Okinawa, provavelmente era, mas restrito somente a esta area. Leve em consideração que a cultura de Okinawa bem diferente do resto do Japão.

A Classe samurai como tudo no mundo teve seu momento de glória e de decadência. A época que o karate saiu de Okinawa e foi para o resto Japão (era Meiji) era de grande transição. A era Meiji foi um período de grandes mudanças culturais e de reformulações de valores. O Japão estava deixando regime do xogunato e sendo unificada sob o domínio do Imperador. Todo o contexto que envolvia a cultura samurai deixou de existir e um novo contexto foi criado. A classe samurai se extinguiu, teve iniciou uma época de forte militarismo (no contexto militar ocidental). Este militarismo levaria o Japão a varias guerras o que culminaria nas duas bombas atômicas foram lançadas no território japonês dando inicio a tal da Guerra Fria.

Sensei Funakoshi era descendente de samurais e sua formação pessoal se deu exatamente no período turbulento da era Meiji, tanto que ele, filho de samurai, se sujeitou a ser professor de escola primária. Muitos descendentes de samurais se sujeitaram a outros tipos de trabalho e não mais tinham o status do período Edo, inclusive muitos ganhavam pouco, passavam até fome.

O conceito BUDO surgiu na era Meiji adotando alguns conceitos dos antigos princípios samurais. As artes-marciais deixaram de ser exclusividade de uma classe guerreira e se tornou um meio de aprimorar o caráter das novas gerações que surgiam independente de pertencerem a uma classe privilegiada ou não. As artes-marcias passaram as ser ensinadas nas escolas, nas universidades. Situação que se mantêm até hoje na sociedade japonesa. Entre estas artes-marciais esta o karate. A ligação do karate com o valores samurais é por causa dos conceitos do Budo, que é uma releitura de principios samurais para os tempos atuais.

Numa outra ocasião vou dizer o que penso sobre alguns cultuadores de samurais, principamente uns ia que gostam de sair arrotando filosofia. Tambem vou criticar uma pseudo cultura do Samurai do seculo XX distorcida que rola por ai.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Conter o espirito de agressão 2ª parte

As vezes meu pai me premia com suas perolas, acho isto fantastico. Pena que ele não faz isto com mais frequencia, pois devo que admitir que com relação a cultura japonesa sem duvida ele é muito mais sábio do que eu.

Bebendo sua caipirinha - habito que ele adquiriu depois de 50 anos de Brasil - ele me vem com esta:

"Sabe, ra no Japon quem fazi karate e que nem anda com facon. Se sabe karate é como tá com facon no mon. Se vai se mete em briga policia pega e diz como se estivesse andando com facon no mon."

Traduzindo: ele quis dizer que se alguem comete algum crime usando as tecnicas de karate no Japão é considerado como se estivesse armado e é julgado e condenado como tal.

Isto serve para nós karatekas refletir-mos sobre as palavras de Funakoshi que dizia para considerar nossos membros como espadas. Tambem serve para refletir-mos sobre o "conter o espirito de agressão". Porem não aconselho beber, habito que os japoneses tem por demais.

Mas aqui não é muito diferente não, uma ocorrencia por agressão vai ter peso muito maior para quem o praticou quando souberem que o mesmo pratica artes-marciais.

Fico pensando que com esta onda de lutas mistas, etc, existe muita gente lutando de tudo e não praticando nada. Muita gente pra lá de bitolada...

Tem gente que olha pra minha cara, vê que sou japonesinha, fica sabendo que pratico karate a 20 anos, que sou faixa-preta, enfim. Resolvem puxar papo comigo, falam que praticaram isto e aquilo, que fazem e acontecem, etc. Eu sinto vontade de dizer: enfim, você faz tudo e não faz nada. Mas converso mais no intuito de esclarecer do que de surpreender com a conversa, pois já sei qual é o enredo basico. Só que as vezes fico chocada com as ignorancias que escuto e penso: isto vai dar em m......, credo. O pior que estas pessoas estão aprendendo técnicas ali, técnicas aqui, e usando como querem, e isto é muito perigoso, não para os que pensam que praticam mas tambem pra quem esta no alcance destas armas descontroladas.

Qualquer arte-marcial, até mesmo lutas como o Boxe, tem que serem levadas a sério, com disciplina, sem modismos.

P.S.: Mesmo estes grandes lutadores, Lyoto Machida, Anderson Silva, etc, que treinam varias técnicas de diferentes artes marciais, treinam com responsabilidade e muitissima disciplina. Sim, pois só com disciplina se chega as vitórias no MMA. Alguns deles são faixas-preta em mais de uma arte marcial. Ou seja, eles realmente treinam, não ficam pipocando de uma arte marcial para outra.